Navent generates buzz in Latin America and throughout the world

Press

SÃO PAULO TEM QUEDA NO PREÇO DOS IMÓVEIS, APONTA PESQUISA

Terciotti, 07-2017 Brasil.

Segundo relatório do primeiro semestre de 2017, feito pelo site Imovelweb sobre o setor de vendas e alugueis, o preço dos apartamentos na cidade de São Paulo caiu 0,6% no primeiro semestre de 2017.

Para especialistas, momentos de instabilidade econômica e política são as causas do resultado.

De acordo com o levantamento realizado, com base nos anúncios de imóveis publicados mensalmente no site, atualmente o apartamento padrão na cidade de São Paulo, que tem dois dormitórios e 65 m², tem o preço médio de R$ 391 mil. No município, o preço dos imóveis está mais barato do que no início deste ano. Foi o quarto mês consecutivo em que houve uma queda de preço. No começo deste ano estava R$ 6.066, o m², e durante o primeiro semestre do ano houve uma queda de 0,6%, ficando em R$ 6,020.

Dentre os bairros que apresentaram um maior índice de preço por m², a maioria fica no centro-oeste da cidade, sendo o Ibirapuera o primeiro colocado, e os que mais aumentaram o preço são os que estão localizados nas regiões de Osasco, na Grande São Paulo, e Saúde, no Sudeste. A Zona Leste foi a que mais abaixou o valor com -1,7%.

Segundo Mateo Cuadras, CEO do Imovelweb, apesar do preço de venda ter retrocedido, tal valor significa que os preços estão estáveis. Para ele, a motivação dessa queda é por conta do cenário econômico e político atuais. “Ainda estamos em um cenário de pouca confiança para o consumidor entrar em uma situação de compra de apartamento”.

O aluguel médio atual de apartamento de dois dormitórios, que está custando R$ 1.700, ou R$ 26 por m², apresentou um cenário diferente. O preço na cidade avançou 2,9% no primeiro semestre. No começo o valor era de R$ 1.671 e, com o avanço dos preços de 2,9%, ficou em R$ 1.700. Os locais onde mais aumentaram foram no Bom Retiro, no Centro e Freguesia do Ó, no Nordeste.

Quanto aos resultados do aluguel, Cuadras afirma que é surpreendente pois é a primeira vez que o valor aumenta em 18 meses. “Todos os índices de venda caíram e o mercado começa a reagir de forma positiva aos preços. O que entendemos é que muitos dos negócios de venda foram para o aluguel. Aumentou a demanda e isso fez o mercado se movimentar”. Para ele, o momento é positivo para adquirir um imóvel, apesar da situação do país. “Acho que São Paulo está em um momento bom para comprar, pois o preço está estável e se pode barganhar, mas, para quem vende, não é tão bom”. Ele conclui otimista quanto ao futuro. “Em algum momento a retomada econômica vai começar a influir sobre os preços. Pode ser já no segundo semestre de 2017”.

Tags:

Contacto

NaventNaventNavent